top of page

Festival da Canção em Turmalina - 34ª Edição – O maior festival do Vale do Jequitinhonha




Turmalina 1983 – Ano em que se sonhou e se realizou o Primeiro Festur.

Em suas primeiras edições, oscilando entre janeiros, abris e setembros, o FESTUR fugia da chuva que teimava em cair. Mas o sonho não arrefeceu. A nossa vidinha de cidade interiorana não se fazia mais sem o FESTUR. Foi-nos permitido sonhar. Uma história que começou com o saudoso Paulo Pagani.


Paulo Pagani

O jovem Paulo Paganni que veio da cidade de Corinto para fazer parte da equipe da extinta Minas Caixa e trouxe na bagagem o gosto pela música e pelos festivais. O Festur nasceu grande, tanto que já no primeiro ano aconteceu em praça pública e seu palco torna-se a cada edição ainda maior e resistentemente permanece aberto ao público.

A cada ano, quando se apagava a última luz do palco e viam-se apenas os resquícios da grandiosidade da festa, esse sonho se tornava mais forte. Era preciso persistir. Pensar no ano vindouro. E assim ele foi se agigantando. E se firmando.


Objetivo principal

O Festival em Turmalina consolidou-se ao longo dos anos como referência artístico-cultural em nossa região. Seu objetivo principal é o intercâmbio cultural entre músicos e intérpretes, a fim de valorizar a produção cultural local e regional.


Além da apresentação das músicas concorrentes e dos shows de abrangência regional e nacional, é importante destacar que na programação há apresentações culturais dos grupos folclóricos locais, oficinas socioculturais para o público em geral, concursos literários e de desenho e palestras visando fortalecer os elementos da cultura e sociedade do Vale do Jequitinhonha.


Veja as fotos de alguns festivais passados.



Grandes Nomes Nacionais

Cada edição torna-se um marco na história de Turmalina e reverbera pra todo o sempre. Grandes nomes já passaram por este palco tanto como participantes do festival da canção quanto como atração principal do evento. Mark Gladston, Vander Lee, Rubinho do Vale, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Belchior, Engenheiros do Havaii, Mato Grosso e Mathias, dentre dezenas de outros são nomes que fazem parte da história do Festur.


Em 2022 a sua trigésima quarta edição não será diferente, o Festur terá como atração principal um dos maiores nomes da música popular brasileira, Zé Ramalho, além de grandes nomes entre os concorrentes ao Festival.


Concurso de Arte

Em 2022 o Festur chega à 34ª Edição, tendo como tema a história do Festival que, após quase 4 décadas, permanece resistindo e mantendo a essência, dando voz à cultura popular e sendo palco de grandes vozes locais, regionais e nacionais.


A arte de 34º Festur foi escolhida através do concurso da Arte do 34º Festur realizado com estudantes turmalinenses e a vencedora foi a aluna Vitória Cordeiro da Silva 1º Ano Ensino Médio da Escola Américo Antunes.


Arte vencedora da edição Festur 2022


Premiação

A premiação deste ano é a maior já vista no festival, 30 mil reais no Festival da Canção. 10 mil para o primeiro lugar, 8 mil para o 2º, 6 mil para o 3º, 3 mil para melhor intérprete e 3 mil para o prêmio cidade Turmalina.



+100 musicas inscritas

Foram quase 60 inscritos no festival, e grande parte enviou 2 músicas, ultrapassando 100 músicas inscritas em 2022. Dentre os selecionados temos neste ano compositores de São Paulo, Bahia e Minas Gerais. Veja a lista com as músicas selecionadas:



Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page